Fechadura antipânico nem sempre é barra antipânico

A norma NBR 9077, que regulamenta saídas de emergência no Brasil, prevê, em caso de baixo fluxo de pessoas, que seja dispensado o uso de barra antipânico e utilizado fechadura antipânico. Mas são as legislações estaduais que regem a obrigatoriedade ou não da barra. É importante saber que como a saída é sempre livre, e o retorno nem sempre possível, que se utilize placas identificatórias.

Então, quando é preciso colocar barra antipânico, quando é aceito fechadura. As barras antipânico serão obrigatórias sempre em ambientes como cinemas, teatros, casa de shows, ambientes com capacidade maior que 200 pessoas, etc. Quando não houver exigência da barra considere aplicar uma das fechaduras abaixo:

Fechadura antipânico, de embutir ou sobrepor
Saída sempre livre, entrada através de chave. A abertura por dentro não destranca a porta, ou seja, se alguém passar por ela e não tiver a chave, não consegue voltar pela mesma passagem. Pode ficar destrancada quando for conveniente. Utilize embutir quando a porta for preparada para que a lingueta fique interna. Utilize sobrepor com aba quando não houver usinagem nela e abrir sentido fuga, utilize sem aba quando a porta abrir sentido oposto a fuga, para dentro do ambiente. No modelo sobrepor a lingueta fica na própria fechadura e o alojador dela para fora.
Valor médio de mercado R$ 290,00


Fechadura tetra-chave antipânico
Um dos modelos de sobrepor ou embutir que permite um grau maior de segurança (cópia mais difícil) é o modelo tetra-chave. Tem as mesmas premissas da fechadura antipânico comum porém só permite ficar trancada pelo lado externo. A chave é utilizada para abrir mas só sai do eixo da fechadura quando trancada.
Valor médio de mercado R$ 270,00

Fechadura de senha, biométrica ou cartão
Permite que se tranque por dentro somente quando se está por dentro, sem uso de chave, normalmente sua saída é sempre livre. Permite a entrada somente com uso de senha, biometria ou cartão por exemplo. Menos aborrecimentos em caso de esquecimento de chaves. Muito utilizada nas saídas de apartamentos de hotel ou de locação por temporada. Utilizada também em CPDs, salas de estoque, salas de documentos. Pode ou não gerar relatório de entrada indicando horário de entrada e usuário. Faz o registro online através de aplicativo ou pendrive.
Valor médio de mercado R$ 1.800,00

Fechadura de segurança inox
Permite que tenha dupla função. De dia saída de emergência, a noite de segurança, ou vice versa. Por exemplo, de dia é utilizada em saídas de emergência que não necessitam barra antipânico permitindo a saída sempre livre, e de noite que se tranque com a lingueta de segurança. Não tem acesso externo quando não se tem a chave. Cilindro reforçado, toda em aço inox tipo 304, a mais reforçada do mercado. Pode ser destrancada também por dentro. Inovação tecnológica e exclusividade PCF Brasil.
Valor de venda para pagamento à vista R$ 900,00







Solenoide na própria fechadura
Ideal para portas de emergência que necessitam de controle de acesso para a entrada. O uso da maçaneta e abertura interna é sempre livre, já o acesso externo é feito com uso de chave e também de controle de acesso na parede. Possui os modos fail security e fail safe, permitindo que em caso de falta de luz permaneçam trancadas ou permitam abertura. São em aço inox então têm perfeito acabamento para áreas de alto padrão. Se comparado com o modelo EL560 da La Fonte, tem o custo 3x menor e as mesmas funções.
Valor de venda R$ 2.100,00 (adquirir também sistema passa cabos de sobrepor ou embutir - entre R$ 50,00 contactor deslizante, R$ 180,00 passa cabo de sobrepor, R$ 350,00 passa cabo de embutir).