O que você precisa saber sobre Saídas de Emergência

Item obrigatório, identificável, de fácil acesso. De fato, a saída de emergência nunca pode ser trancada no sentido fuga. Mas nem sempre é isso que acontece. Exemplo do incêndio no shopping em Kemerovo, na Rússia, em março de 2018. As portas do local estavam trancadas e não havia alarme de incêndio. Resultado: a morte de mais de 60 pessoas entre elas muitas crianças.

Triste realidade que poderia ser evitada. Barras anti antipânico são travas de ponta a ponta* nas saídas de emergência que têm como premissa básica permitir a evacuação fácil mesmo que por fora essas portas estejam trancadas com fechaduras específicas. Basta um simples toque para que elas abram. Quando trancadas, impedem seu funcionamento, um risco para quem está no ambiente. De fábrica, elas não têm essa função, mas o que se vê são correntes, cadeados, objetos que impedem seu acesso.

No Brasil, as normas da ABNT, NBR 9077, NBR 11742 e NBR 11785, tratam desse tema e entre as informações mais relevantes estão:

- Como calcular o tamanho da Saída de emergência
O cálculo é simples. A cada 55 cm considera-se uma unidade de passagem, que é o espaço que uma pessoa precisa para passar. A saídas de emergência devem ser calculadas pelo tipo do local e capacidade de público (P = população). O tipo de local dá o coeficiente (C), que em vários lugares equivale ao valor 100 (cem). Divide-se a população pelo coeficiente sendo que o resultado se multiplica pela unidade de passagem. Exemplo: em um local com capacidade de público de 400 pessoas o tamanho mínimo da saída de emergência é 2,20m x 2,10m. Lembrando que há outros cálculos envolvidos e só o projeto aprovado no Corpo de Bombeiros vai indicar precisamente a quantidade de portas e o tamanho de cada uma delas de acordo com as distâncias máximas percorridas.

- Tamanho da porta x Tamanho da barra anti pânico
A maioria das barras anti pânicos encontradas no mercado têm 1,00m x 2,15m de largura. Em folhas duplas com rebatimento entre elas utiliza-se uma barra com travamento horizontal e uma com travamento vertical. A dúvida é: e se minha porta é mais alta ou mais larga? A norma permite que se coloque uma barra antipânico 20 cm menor que uma porta simples e 38 cm menor que o total de uma porta dupla. Mesmo assim, ainda é possível alongar barras antipânico, especialmente modelos tipo push, para 1,20m e também para a altura da porta.

- Push x Touch
É comum acharmos que barra antipânico é tudo mesma coisa. Mas não é. Os modelos push são alavancas e os modelos touch são modelos que chamamos de calha. Ver diferenças físicas abaixo.
Além da aparência as modelo touch têm a tendência a funcionarem melhor em ambientes de alto fluxo.

Push:


Touch:

Porta saída de emergência PCF BRASIL em Cinemas alia segurança a beleza, além da acústica.